Atualidades

Guia resumido sobre como proteger seu site WordPress contra hackers

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


O WordPress ativa aproximadamente 33% dos sites na Internet. É uma porcentagem considerável quando você descobre que gigantes como Shopify, Joomla e Drupal ocupam parcelas de mercado de CMS de apenas um dígito.

Em suma, o sucesso do WordPress é atribuído aos seguintes fatores:

  • É fácil de instalar
  • É fácil de usar
  • Sua loja temática possui uma ampla coleção de temas responsivos
  • É altamente personalizável
  • Existem muitos plug-ins disponíveis que adicionam funcionalidades importantes ao seu site

Nós poderíamos continuar e continuar…

Mas é o seguinte. Por causa de sua popularidade, é uma vítima constante de ataques cibernéticos. A partir de um relatório de 2018, estimou-se que 90% dos sites hackeados no ano eram sites WordPress.

A popularidade e a segurança do WordPress estão em extremos opostos do espectro. Isso leva alguém a fazer a pergunta: “o WordPress é realmente seguro?

Sim, ele é. Os desenvolvedores do WordPress lançam constantemente novas atualizações e modificações para tornar a experiência do WordPress melhor para os usuários. Dito isso, há coisas que você precisa levar em consideração para garantir que seu site esteja protegido e protegido contra hackers.

Neste artigo, falaremos sobre as cinco etapas essenciais que você pode seguir para proteger seu site. Embora não seja um artigo abrangente, este artigo tem como objetivo fornecer uma visão geral do que você pode fazer para proteger seu site contra ataques. Além disso, leva o leitor a realizar pesquisas adicionais sobre a segurança do WordPress.

1 – Torne suas senhas tão fortes quanto possível

Senhas fortes são a base da Internet moderna.

Qualquer senha de site que você definir deve ser sempre uma combinação de letras maiúsculas, letras minúsculas, números e símbolos.

Leia Também  Passos que as pequenas empresas precisam para combater o Covid-19

Sites WordPress, em particular, são atormentados pelo flagelo de ataques de força bruta. Esses ataques são essencialmente tentativas de login constantes com o objetivo de adivinhar sua senha. Se tiverem sucesso, os hackers podem “entrar”, por assim dizer, e causar danos significativos ao seu site.

Uma senha forte que segue as convenções mencionadas acima pode provar ser sua primeira linha de defesa contra ataques de força bruta e tentativas de login.

Se você tem medo de não se lembrar de suas senhas fortes, você sempre pode usar um software de armazenamento de senhas como LastPass ou Passbolt.

2 – Limitar privilégios de usuário do WordPress

Se houver certos usuários em seu site nos quais você não confia totalmente, ou se eles estiverem na parte inferior da sua hierarquia oficial, você sempre poderá restringir o acesso desses usuários.

O WordPress vem com uma variedade de funções de usuário diferentes, como Editor, Administrador ou Contribuidor. Você pode dividir os usuários nessas categorias para reduzir as chances de engenharia social.

Engenharia social, sim! É muito ativo e tem potencial para causar sérios danos ao seu site. Com as credenciais em mãos, um ex-funcionário que virou engenheiro social pode adicionar links de spam, comentários e conteúdo irrelevante que podem prejudicar a credibilidade do seu site aos olhos dos mecanismos de pesquisa.

Embora nem sempre seja o caso, é melhor ficar vigilante do que lamentar depois.

3 – Plug-ins e temas devem estar sempre atualizados

Em sua essência, o WordPress é seguro. No entanto, ele possui uma variedade de plug-ins e temas que, embora hospedados na plataforma, são desenvolvidos externamente.

O desenvolvimento de plug-ins e temas do WordPress é uma indústria muito gratificante, mas, na maioria das vezes, vimos desenvolvedores e designers perderem o interesse em seus projetos hospedados no WordPress. Os projetos decaem e não são atualizados para os padrões mais recentes a cada atualização do WordPress. Eventualmente, eles são infectados e aqueles que o instalam correm o risco de propagar a infecção em seu site.

Leia Também  Como você sabe se recebe um pagamento por estímulo ao Coronavírus?
cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Por outro lado, existem desenvolvedores e designers que estão ativamente envolvidos com seus projetos de plug-ins e temas e lançam atualizações para as atualizações maiores e menores do WordPress – os desenvolvedores fizeram sua parte. Se você continuar atrasando as atualizações de seus temas ou plug-ins, corre o mesmo risco mencionado no parágrafo anterior.

Agora que você tem o histórico de como o processo de tema e plug-in funciona no WordPress, eis o que você deve fazer:

  • Sempre certifique-se de que o tema ou plugin que você instalou ainda é mantido por seus desenvolvedores. Existem várias maneiras de descobrir se o tema selecionado é mantido ou não.
  • Seu painel do WordPress emite uma notificação sempre que houver uma atualização disponível para o tema, plugin ou núcleo do WordPress. Se você vir uma notificação perto de seus plug-ins ou ícone do painel do WordPress, sempre visite as páginas e mantenha tudo atualizado.

4 – Endurecendo o seu núcleo do WordPress

Existem muitas maneiras de fortalecer a segurança do seu site WordPress:

  • Adicionar regras adicionais negando / permitindo acesso ao seu arquivo .htaccess do WordPress
  • Limitando as tentativas de login por endereços IP específicos
  • Prevenir comentários de spam por meio de plug-ins como Akismet
  • Mantendo seu arquivo wp-config seguro
  • Mantendo seu servidor seguro
  • Excluindo plug-ins obsoletos de não usados
  • Criação de um nome de usuário forte
  • Usando uma pergunta de segurança na tela de login do WordPress

Seguir apenas esses métodos pode ajudá-lo a obter essa camada adicional de segurança para o seu site.

5 – Instale um plug-in de segurança do WordPress

Embora todas as etapas mencionadas sejam suficientes para garantir que seu site seja seguro, não há como superar o incrível potencial de um plugin de segurança para WordPress.

Leia Também  Por que é benéfico estudar Mestrado em Marketing Internacional em 2020?

Um plugin de segurança é semelhante a como você usaria ferramentas como o Google Analytics para medir o desempenho de seu negócio. Em vez do fim do negócio, ele mostra o desempenho do seu site de uma perspectiva de segurança. É um especialista em segurança digital.

Agora, existem vários plug-ins de segurança disponíveis na plataforma WordPress. Por causa do artigo, selecionamos os dois melhores plug-ins da briga. Eles são segurança WordFence e Sucuri.

Ambos são plug-ins muito poderosos que fornecem uma visão panorâmica e um relatório de desempenho geral sobre a segurança do seu site. Além disso, cada um dos plug-ins possui um firewall embutido que analisa setores defeituosos e vulnerabilidades em seu site.

Qual nós recomendamos?

Se você está disposto a investir em segurança cibernética para WordPress, recomendamos a Sucuri. Sua versão gratuita é boa, mas não fornece recursos avançados a menos que você atualize.

Se você está apenas começando ou seu orçamento está apertado, recomendamos que você use o WordFence. Sua versão básica vem com uma variedade de ferramentas e recursos que, infelizmente, a Sucuri reservou para a versão paga.

Conclusão:

Neste breve artigo, fornecemos uma visão geral da segurança do WordPress e como você pode proteger seu site WordPress de hackers e especialistas em malware. Esperançosamente, este artigo solicitará que você se aprofunde na pesquisa de segurança do WordPress. Se você acabou de ler este artigo para proteger seu site WordPress, seguir as etapas mencionadas neste artigo é o suficiente para colocá-lo no caminho certo para garantir a segurança do WordPress.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br